fbpx

Os certificados digitais saem das gavetas e vão para as nuvens

Compartilhe :

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A partir da Medida Provisória número 2.200-2, de 24 de agosto de 2001, que regula a identificação digital no Brasil, o uso da certificação digital passou a ser obrigatório para acesso às aplicações fiscais.

Somados a existência de uma regulamentação forte e a necessidade de manter as relações eletrônicas seguras e confiáveis, a adoção dos certificados digitais transcendeu as obrigatoriedades iniciais que impulsionaram a tecnologia de certificação digital no mercado brasileiro.

Outros segmentos aderiram a certificação digital de forma maciça e algumas entidades de classe instituíram o uso do certificado digital ICP-Brasil em suas regulações setoriais específicas. Desta forma, hoje, os certificados digitais fazem parte da rotina profissional de contadores, advogados, magistrados, médicos, outros profissionais de saúde, engenheiros, arquitetos, despachantes aduaneiros, administradores de empresa, empresários e comerciantes. Com isso, o número de usuários dessa tecnologia passou a ser significativa dentro das organizações públicas e privadas e as necessidades de uso e gestão foram se sofisticando.

Com a popularização dos certificados digitais, era premente encontrar uma solução mais avançadas e inteligente de uso que não dependesse de “drivers” como  tokens, smartcards ou computadores onde são armazenados os certificados A1. Precisávamos encontrar uma solução para a contingencia, no caso de perda ou quebra do dispositivo, evitando a necessidade do usuário ter que adquirir um novo certificado digital e precisar fazer nova validação. Adicionalmente,  precisávamos oferecer mobilidade de uso aos usuários e ter o registro histórico do ciclo de vida dos certificados digitais registrando automaticamente, em detalhes, todos os atos praticados como dia, hora de cada operação.

CERTIFICADOS DIGITAIS EM DISPOSITIVOS ÚNICOS, DENTRO DA EMPRESA OU NAS NUVENS

A gestão dos certificados digitais de forma eficiente para evitar interrupção de procedimentos passou a ser uma tarefa importantíssima para as empresas, assim como assegurar o armazenamento de forma segura de modo a seguir a regulamentação existente em que apenas os titulares devem ter a posse dos certificados digitais, uma vez que, judicialmente a responsabilidade recai sobre o titular do certificado.

Além da gestão dos certificados digitais e da forma segura de armazenamento devemos considerar, também, a experiência do usuário (UX). Ao longo desses 16 anos de ICP-Brasil, a indústria se voltou para melhoria dos serviços de atendimento ao cliente, processos de venda, entrega e usabilidade agora é preciso pensar em formas de armazenamento para proporcionar mobilidade e a guarda segura.

Nós, do Sistema de Loja, acompanhamos muito de perto o mercado de certificação digital porque atendemos a indústria e comércio com o fornecimento de Certificação Digital e-CNPJ e e-CPF.

Com a proximidade desse mercado entendemos que fatores como segurança e mobilidade devem caminhar juntos. A tecnologia que traz muitos benefícios aos usuários e organizações não pode engessar os processos ou causar prejuízos pela perda dos certificados digitais ou esquecimento dos dispositivos pessoais em que o certificado é armazenado.

Para que os certificados digitais possam estar disponíveis e acessíveis aos usuários e armazenados de forma segura em conformidade com a legislação que rege a ICP-Brasil garantindo os princípios de confidencialidade, inviolabilidade, integridade, autenticidade e não repúdio dos documentos eletrônicos, nos antecipamos as demandas do mercado e criamos o sistema para armazenamento de certificados digitais.

VOCÊ AINDA GUARDA OS CERTIFICADOS DIGITAIS DOS SEUS CLIENTES NAS GAVETAS DOS SEUS FUNCIONÁRIOS?

Os que detém a custódia dos certificados digitais de clientes ou da própria organização precisam conhecer os fatores de riscos da guarda dos certificados digitais de terceiros e procurar soluções para se adequarem as boas práticas da utilização dessa tecnologia.

Vivemos a tão falada era da Transformação Digital e não é mais concebível manter as gavetas lotadas de cartões e tokens com tags contendo senhas de acesso aos dispositivos e/ou no caso dos certificados tipo A1, mantê-los armazenados em máquinas sem o devido controle de acesso.

Quando pensamos em criar uma solução para esse problema – sim a guarda de certificados digitais de forma incorreta pode gerar muitos problemas – buscamos uma evolução dos dispositivos smart cards e tokens. Assim surgiu o Sistema de Loja que armazena dentro da empresa ou na nuvem os certificados digitais.

Por permitir múltiplos acessos, de forma rápida e segura o sistema de loja é um forte aliado para as empresas que realizam transações digitais de diversos usuários e precisam de validade legal além de armazenamento de documentos eletrônicos.

Veja Também:

NEWS

O que é o CNAE de uma empresa?

CNAE- Classificação Nacional de Atividades Econômicas, é uma forma encontrada para padronizar, de maneira simples, o funcionamento de uma empresa. O código é responsável por definir

LEIA MAIS »
NEWS

Entenda o que é o CFOP

Código Fiscal de Operações e Prestações conhecido por sua abreviatura CFOP. O Código Fiscal de Operações e Prestações, conhecido por sua abreviatura CFOP, foi criado

LEIA MAIS »

Contato

Rua Sagitárius, 926 – B: Cruzeiro
Caxias do Sul – RS
Contato: (54) 3212.9497
WhatsApp: (54) 9.9999.8457

Newsletter

Receba conteúdo exclusivo!

Garanta seu desconto AGORA!

20% OFF

Open chat